Espanha


O único título mundial dos espanhois, em 2010, na África do Sul, foi conquistado de maneira paradoxal: um estilo envolvente de jogo cercado por muitas dificuldades para vencer. A vitória na prorrogação contra a Holanda (1×0), com o gol de Andrés Iniesta, coroou o estilo de jogo baseado na posse de bola, valorizado pelos espanhois.

Naquela campanha, a Espanha foi derrotada na estreia pela Suíça (0x1), venceu Honduras (2×0) e Chile (2×1). Nos mata-matas, os espanhois venceram todos os jogos por 1×0: Portugal, novamente adversário em 2018, nas oitavas; Paraguai, nas quartas; Alemanha, nas semi e, finalmente, a Holanda na grande final.

Entretanto, até antes da copa de 1978, a Espanha não tinha um percurso muito glorioso. Mesmo no mundial de 1982, disputado no país, a seleção no foi bem. Após se classificar na segunda colocação em um grupo formado, em ordem de classificação, por Irlanda do Norte (0x1), Iugoslávia (2×1) e Honduras (1×1), os espanhois foram eliminados já na segunda fase, quando não venceu nenhuma das duas partidas do triangular com a Alemanha (1×2) e a Inglaterra (0x0).

Na Copa de 2018, apesar de só restarem quatro titulares do elenco campeão, em 2010, na África do Sul, o estilo de jogo permanece consistente, embora esta geração seja inferior tecnicamente ao time campeão. O grande nome do time permanece sendo Andrés Iniesta, meio-campista do Barcelona que fará possivelmente sua última copa na Rússia. Além dele, o brasileiro naturalizado Diego Costa é o responsável pelo comando de ataque.

Espanha e Cultura

A Espanha é conhecida por sua história na arte e literatura. Miguel de Cervantes, é após a Bíblia, o autor mais lido do mundo, por sua obra “Dom Quixote”, que também fundou a literatura ocidental moderna.

Além disso, as artes são um dos principais pontos da Espanha, já que devido a sua localização geográfica recebeu a influência de diversas áreas. Suas principais áreas com grande influência artísticas são Sevilla, Córdova e Granada, onde reverberam influências dos períodos barroco e neoclássico. Na arquitetura, a Espanha recebeu diversos estilos em seus edifícios, como por exemplo, o românico e o gótico.

 

Páginas Relacionadas