Grupo G

O grupo é formado por Bélgica, Inglaterra, Panamá e Tunísia. No mundial de 2018 os belgas prometem fazer valer em campo a qualidade técnica de seus jogadores. A defesa é sólida (sofreu apenas seis gols nas eliminatórias) e o ataque poderoso (foram 43 gols a favor). Entre os destaques do times estão jogadores em ótima fase em grandes clubes europeus, como De Bruyne (Manchester City), Hazard (Chelsea), Meunier (PSG) e Lukaku (Manchester United).

Os ingleses, depois de uma campanha desastrosa no Brasil, quando terminaram em último lugar no grupo formado por, além da própria Inglaterra, Costa Rica, Uruguai e Itália, vêm com o espírito de redenção: a aposta dos especialistas do país é que de que a atual geração é a mais forte do século XXI.

A animação e qualidade técnica dos belgas e ingleses colocam Panamá e Tunísia, respectivamente, o estreante em copas e a seleção que, em quatro participações, venceu apenas uma partida, como grandes azarões do grupo.

Nossa equipe fez um diagnóstico completo do Grupo. Você pode conferir tudo no podcast abaixo.

Resumo

  • Seleções
  • DestaquesH. Kane (ING) e De Bruyne (BEL)
  • Palpites 2018Bélgica (1°) e Inglaterra (2°)

Páginas Relacionadas