Grupo H

O grupo é formado por Polônia, Senegal, Colômbia e Japão. Possivelmente, o último grupo do mundial seja o mais fraco tecnicamente. A Polônia, cabeça-de-chave, é a favorita. Para isso, contará com o poder de finalização de Robert Lewandowski, que está acostumado a fazer gols no Bayern de Munique e também na seleção.

Já a Colômbia vem de sua melhor campanha em copas do mundo: caiu nas quartas-de-final diante da seleção brasileira, mas fez uma campanha consistente e, quatro anos mais tarde, promete dar trabalho no mundial sob o comando de James Rodriguez, autor do gol mais bonito da Copa de 2014.

Senegal volta ao mundial após 16 anos de um verdadeiro conto de fadas. Sob o comando técnico de Sadio Mané, vice-campeão da Liga dos Campeões da Europa pelo Liverpool, os senegaleses querem repetir o feito de 2002, quando se classificaram em um grupo formado pela França (atual campeã na época), Uruguai e Dinamarca. Naquele mundial, Senegal ficou na sétima colocação geral.

O Japão, do técnico Vahid Halihodzic, chega com uma geração enfraquecida a seu sexto mundial consecutivo. Os japoneses correm por fora em busca de uma vaga nas fases eliminatórias.

Nossa equipe fez um diagnóstico completo do Grupo. Você pode conferir tudo no podcast abaixo.

Resumo

  • Seleções
  • DestaquesLewandowski (POL) e J.Rodriguez (COL)
  • Palpites 2018Polônia (1°) e Colômbia (2°)

Páginas Relacionadas