Inglaterra

Os inventores do futebol participaram 14 vezes dos mundiais, a primeira delas em 1950, no Brasil. Até hoje são duas semifinais e uma final, em 1966, quando foram anfitriões e levantaram a taça.

Naquela campanha, a Inglaterra estreou com um empate diante do Uruguai (0x0). Na sequência, vitórias sobre o México (2×0) e França (2×0). Nos jogos eliminatórios, os ingleses derrubaram os argentinos (1×0) nas quartas-de-final, os portugueses (2×1) nas semifinais e, finalmente, a Alemanha Ocidental (4×2).

Considerada um dos finais mais polêmicas da Copa do Mundo, a Inglaterra terminou o tempo normal empatada com Alemanha Ocidental (2×2). Na prorrogação, Geoff Hurst cabeceou, a bola bateu no travessão e não entrou, mas o árbitro validou o lance.

Em 2014, a Inglaterra caiu no grupo da morte, junto com Uruguai, Itália e a grande surpresa da Copa, Costa Rica, que deixou os três favoritos para trás e se classificou na liderança do grupo. Os ingleses foram os últimos do grupo, com derrotas para a Itália e Uruguai e empate com a Costa Rica (0x0). Entre os 32 participantes, os ingleses ficaram na 26° colocação.

Em 2018, no entanto, a equipe vem com um espírito de renovação. Harry Kane, do Tottenham, será o líder do ataque inglês na Rússia. Confira a ficha técnica.

Você sabia?

A Inglaterra sempre teve um grande mérito na literatura. Grandes poetas como Edgar Allan Poe e Lord Byron são originários do país. Além disso, o povo aprecia questões históricas e sempre preserva tudo o que construiu durante a história, algo que é visível na arquitetura e nos museus. Apesar de não ser inglesa, a cerveja Guiness faz sucesso tanto na Inglaterra quanto no país de origem, na Irlanda. A cerveja é habitualmente acompanhada pelo fish n’chips, comida tradicional da Inglaterra.

 

Páginas Relacionadas