Japão

O futebol demorou a se popularizar no Japão. A J-League se profissionalizou apenas em 1991, graças a Zico. O Galinho desistiu da aposentadoria e começou a atuar no futebol japonês, fator que alterou drasticamente a relação do país com o futebol. O site Todo Futebol relata como o brasileiro ajudou na construção do futebol na terra do sol nascente.

O país participou de cinco mundiais, sendo o primeiro deles na França, em 1998, quando foi eliminado na primeira fase com derrotas para a Argentina (0x1), Croácia (0x1) e Jamaica (1×2). Em duas oportunidades avançou da primeira fase: em 2002 e 2010.

Já a maior vitória nipônica em copas foi em 2006, quando superaram os favoritos dinamarqueses (3X1). Antes disso, porém, tiveram a pior derrota em copas: Brasil 4×1 Japão.

Em 2018, os japoneses disputarão o sexto mundial consecutivo. Nas eliminatórias, classificação com uma rodada de antecedência. Devido ao grupo, os japoneses podem surpreender e avançarem para a segunda fase. Confira a ficha técnica:

Você sabia?

Terceira potência econômica do planeta com um PIB de U$ 4,9 trilhões, o Japão tem uma população de 129,5 milhões de habitantes. Segundo dados da ONU, o país possui um IDH alto (0,884) e uma taxa de mortalidade de apenas 9,6 mortes por 100 mil habitantes. Destaca-se ainda pela taxa de alfabetização de 99% e pela expectativa de vida: os japoneses vivem, em média, 84 anos.

A cultura popular é voltada para os mangás (edições de histórias em quadrinhos) e os animês (filmes e séries de televisão animados). O sumô é considerado o esporte nacional do Japão. No entanto, o beisebol é um dos esportes mais populares do país. Além das tradicionais artes marciais, como judô. A gastronomia gira em torno da agricultura e da pesca.

 

Páginas Relacionadas