Polônia

Os poloneses já disputaram sete mundiais, e foram semifinalistas em duas oportunidades: em 1974, na Alemanha, e em 1982, na Itália. A primeira participação da Polônia foi em 1938, quando ficou em 11º lugar. Somente 36 anos depois, em 1974, a seleção polonesa voltou a disputar uma copa. Mesmo sem ser favorita, ficou em primeiro lugar no grupo, com vitórias sobre Argentina (3×2), Haiti (7×0) e Itália (2×1). Na segunda fase, disputada em um quadrangular, os poloneses venceram os suecos (1×0) e iugoslavos (2×1), mas perderam para os alemães (2×1), derrota que custou a vaga na final. Na disputa do terceiro lugar, vitória sobre a seleção brasileira (1×0).

Os poloneses se classificaram de forma direta para a copa. A equipe é favorita para ser a campeã do grupo H. Confira a ficha técnica:

 

Você sabia?

A Polônia tem uma das menores taxas de desemprego do mundo (menos de 5%), e um IDH de 0,855. Personalidades como Marie Curie, ganhadora do Prêmio Nobel de Física de 1903 e do Prêmio Nobel de Química de 1911, mostram o retrato de uma sociedade que aposta na ciência como forma de crescimento.

É impossível pensar na Polônia e automaticamente não lembrar do Pierog: um pastel cozido com recheio de ricota. O alimento mais consumido no país, no entanto, não são esses deliciosos pastéis, mas sim a batata (sim, os poloneses realmente são os maiores consumidores de batata do mundo), que pode ser servida de diversas formas. Uma das mais tradicionais é o Pyry z gzikiem, uma receita que leva batatas cozidas descascadas, recheadas com ricota e cebola.

Além disso, cada polonês consome uma média de 92 litros de cerveja por ano. A dublagem de filmes na Polônia é feita apenas por uma pessoa, que é responsável pela fala de todos os personagens do filme, e é possível escutar o áudio original de fundo.

 

Páginas Relacionadas