Rússia


A Rússia participou de 10 Copas do Mundo. Ainda como União Soviética disputou o mundial em 1958, 1962, 1966, 1970, 1982, 1986 e 1990. Após se tornar Rússia, o país participou em 1994, 2002 e 2014.

O melhor desempenho até hoje ocorreu em 1966, quando ficou em quarto lugar. Na ocasião, perdeu a semifinal para a Alemanha Ocidental e a disputa do terceiro lugar para Portugal com dois placares de 2×1. O grande destaque dos soviéticos na Copa da Inglaterra foi o goleiro Lev Yashin, (1929-1990). Devido às contribuições de Yashin na campanha de 1966, a organização da Copa 2018 homenageou o arqueiro no pôster oficial do evento.

E se os russos têm orgulho do goleiro de 1966, o de 2014, Igor Akinfeev, não deixou saudades. Afinal, o arqueiro teve participação decisiva na pior campanha russa em copas, quando a equipe foi eliminada ainda na fase de grupos. Além da derrota (0x1) para a Bélgica, a campanha foi marcada por dois empates, ambos por 1×1, com Argélia e Coreia do Sul, partida na qual Akinfeev falhou. Akinfeev terá na Rússia a oportunidade de se redimir da falha de 2014, pois permanece como titular da equipe.

Em 1994, os russos enfrentaram a seleção brasileira na estreia da Copa de 1994 (vitória canarinho por 2×0). No entanto, o jogo que ficaria marcado naquele mundial para os russos seria o duelo contra Camarões. Oleg Salenko (russo de origem ucraniana) entrou para a história do futebol ao marcar cinco gols diante dos africanos (6×1), feito nunca igualado na história da competição. O jogador terminou a Copa como artilheiro ao lado de Hristo Stoichkov, com seis gols.

Em 2018, o fator casa é a principal aposta dos russos para um bom desempenho. A equipe conta também com uma reestruturação da comissão técnica e aposta em jogadores mais maduros. Apesar de os russos serem os anfitriões, terão dificuldades para avançar da primeira fase. Confira o elenco:

Você sabia?

Os russos usam o alfabeto cirílico, desenvolvido a partir do alfabeto grego. Segundo o site Infoescola, em 2007, devido ao ingresso da Bulgária na União Europeia, essa forma de escrita foi oficialmente reconhecida como o terceiro alfabeto do bloco econômico.

Mesmo com a Revolução Bolchevique, em 1917, que pregava a proibição da religião, hoje 75% dos russos são cristãos ortodoxos, tradição que foi construída por quase um milênio. O Natal para os russos é comemorado em 7 de janeiro.

O site Russia Beyond reúne 25 curiosidades dos russos vistas pelo olhar de um brasileiro.

 

Páginas Relacionadas