Sérvia

Independente da extinta Iugoslávia desde 2006, a Sérvia herdeu as participações dos iugoslavos, considerados os brasileiros da Europa no futebol, em copas. No geral, são contabilizadas 11 participações em mundiais. A melhores campanhas aconteceram nas copas de 1930 e 1962, quando ficou na quarta colocação. A estreia brasileira em copas foi contra os iugoslavos: vitória dos europeus por 2×1. A Iugoslávia foi eliminada pelo Uruguai na semifinal (1×6), que seria o primeiro campeão mundial da história. Já em 1962, a eliminação na semifinal foi para a Checoslováquia (3×1).

Desde que se tornou Sérvia, no entanto, o desempenho da seleção não é muito animador. A seleção participou apenas da Copa de 2010 e não passou da primeira fase. Foram três derrotas em três jogos: Gana (0x1), Alemanha (0x1) e Austrália (1×2).

Nas eliminatórias, os servos venceram seis e empataram três das 10 partidas. A classificação direta, no entanto, deve ser relativizada, à medida que os sérvios caíram em uma chave pouco competitiva, com Irlanda, País de Gales, Áustria, Geórgia e Moldávia. Em um grupo com o Brasil, os sérvios, em tese, disputam a segunda vaga com Suíça e Costa Rica, surpresa da Copa de 2014. Confira a ficha técnica:

 

 

Você sabia?

Desde que se separou de Montenegro, a Sérvia não tem saída para o mar. A amplitude térmica entre inverno e verão é drástica: no verão os termômetros podem chegar a 40 graus, enquanto no inverno já houve registro de -39,5 °C.

O futebol é o esporte mais popular da Sérvia, a ponto de a escola de futebol lá ser conhecida como o Brasil da Europa. No entanto, o país também tem extensa tradição no vôlei e no basquete..

 

Páginas Relacionadas